Imigração, onde os sonhos começam ou terminam, saiba se preparar para ter um final feliz.

Tenha todos os documentos necessários para o seu tipo de viagem e saiba os riscos e as penalidade de não estar em conformidade com as regras, ao entrar nos Estados Unidos e demais países.

Tendo em vista os últimos acontecimentos de imigração ocorridos e documentados, e que porém,  não são novidades para nenhum de nós, devemos levar em consideração uma série de detalhes, quando se trata de controle de imigração nos Estados Unidos e em outros países.

Segundo Mike Pence (Vice Presidente dos Estados Unidos) – “Se não puderem entrar legalmente nos Estados Unidos, não entrem! Respeitamos as fronteiras alheias, então esperamos que respeitem as nossas.”

Ultimamente temos observado um número crescente de cidadãos brasileiros presos nos Estados Unidos.

Vamos tratar neste artigo apenas sobre a imigração (com foco no turismo principalmente) feita através de aeroportos ou portos.

Este artigo não abordará a imigração ilegal realizada com esta finalidade, por vias terrestres e as consequências deste ato, na qual não recomendo, e principalmente quando envolve menores de idade (mesmo acompanhado dos pais).

Ter o visto americano não te garante entrar nos Estados Unidos! Ele te permite tentar e talvez conseguir, pois o mesmo é exigido no seu check-in no aeroporto para ser liberado para embarcar no avião se o seu destino final for os Estados Unidos (e  mesmo se não for, em caso de escalas em território Americano).

TER O VISTO APROPRIADO PARA A ATIVIDADE FIM DA SUA VIAGEM É IMPRESCINDÍVEL! SE FOR FAZER UM CURSO DE INGLÊS DE LONGA DURAÇÃO ,NÃO PODERÁ IR COM VISTO DE TURISTA. PARECE ÓBVIO, MAS MUITA GENTE FAZ ASSIM E FICA RETIDA NA IMIGRAÇÃO.

Adolescente brasileiro é detido ao desembarcar nos EUA; pai apela por deportação…

E mais cuidados são exigidos quando são viajantes menores de idade desacompanhados.

Por que tantos adolescentes estão sendo retidos nos Estados Unidos?

Brasileira barrada na imigração está presa nos EUA sem explicação

Documento não é suficiente para menor entrar sozinho nos EUA, diz advogado

“Os três casos recentes demonstram a dificuldade dos brasileiros no momento da imigração aos Estados Unidos, particularmente quando envolve menores de idade, que por não terem um responsável legal no aeroporto, ficam sujeitos a um demorado processo de verificação de documentos.

A suspeita dos agentes americanos recai principalmente sobre o tráfico de menores (jovens levados ao país para serem explorados em trabalhos ilegais ) e de adolescentes tentando ingressar no país com visto de turista para tentar estudar em escolas públicas gratuitas, que são obrigadas por lei a aceitar a matrícula de menores de idade.

Fonte: Adolescente brasileira é detida após ser impedida de entrar nos EUA.

Veja abaixo nosso artigo de como se programar para obter o visto (existem vários tipos para atividades fim distintas, o mais comum é o tipo B para turismo).

Receita de como ter seu visto ( de turista) aprovado para os Estados Unidos. Dicas para a entrevista no consulado.

O controle de imigração (processo de legalização de sua entrada no país) será aplicado no primeiro aeroporto em que chegar nos Estados Unidos, mesmo que seja uma escala e não o aeroporto do seu destino final. O mesmo ocorre no país que pertence ao espaço Schengen (que delimita as fronteiras da União Européia), após entrar no primeiro país poderá circular pelos demais sem precisar fazer processo de imigração, porém não se esqueça  de que a Inglaterra e outros países não pertencem a esta delimitação de fronteiras. Então se sair da França para a Inglaterra, terá que fazer imigração para entrar e quando retornar à França terá que novamente fazer o procedimento de entrada no espaço Schengen.

Muitos países não necessitam de visto para entrar, inclusive vários da Europa. Isso não significa que não terá que fazer o processo de registro de entrada naquele país e passar por diversas perguntas sobre o propósito da sua viagem e provar isso com documentos.

Tenha em mente que o processo de imigração é um dos pontos decisivos de sua viagem, então não seja descuidado ou subestime este momento.

Ao entrar na areá de controle de fronteiras (onde é feito o processo de imigração) do aeroporto onde desembarcou você não deverá mais tirar seu celular do bolso (apenas se for solicitado por alguém da segurança ou com o agente de imigração, caso precise pegar alguma informação solicitada, que só tenha disponível no aparelho, e que obviamente você deveria ter impresso, como todos os documentos necessários). Além do celular mantenha máquinas fotográficas guardadas, pois é proibido tirar fotos e fazer vídeos nesta área, na maioria dos aeroportos internacionais, sob o risco de ser deportado (mandarem de volta ao país de origem).

Enquanto estiver na fila aguardando a sua vez de ser atendido, tenha um comportamento contido, sem chamar atenção para si e não demonstre nervosismo acima do normal, por que o tempo todo o seu comportamento vai estar sendo analisado por câmeras , caso esteja fora do padrão de comportamento, você será percebido e quando chegar no agente de imigração (que terá sido informado sobre você) ele será mais rigoroso.

“A adolescente roraimense Lilliana Matte, de 17 anos, foi detida há seis dias no aeroporto Opa Locka Executive, em Miami, nos Estados Unidos. A mãe da jovem, Anaíde Matte, contou neste domingo (28) ao G1 que suspeita que a filha tenha sido impedida de entrar no país após tirar uma selfie em uma área restrita do aeroporto.”

Fonte: Jovem brasileira é detida nos EUA, e mãe suspeita de represália após selfie

cbp2

Enfim, todos nós temos um certo estresse quando se trata da imigração americana (que costuma ser mais rigorosa que as demais, mas a filosofia com que te analisam é muito semelhante, inclusive no Brasil, veja o vídeo abaixo)!

Mas, devemos apenas ficar estressados quando não nos encontramos em acordo com as exigências solicitadas! Uma vez que tenha toda a documentação em conformidade com o propósito de sua viagem (seja como turista, seja para mudar de residência para outro país e etc..), deverá manter-se calmo.

Ex:

-Não vá a trabalho com visto de turista!

-Não vá estudar ou trabalhar com visto de turista!

-Não permaneça no país por tempo maior do que o permitido em seu passaporte!

*** Definitivamente, não tente entrar nos Estados Unidos sem um visto do consulado americano!

Quando chegar sua vez, o agente de imigração vai lhe atender, e a primeira coisa que ele vai perceber é sua linguagem corporal e de seus acompanhantes, se estão nervosos e etc…

Embora o grupo familiar vá junto para o atendimento, um por vez é atendido, preferencialmente o que melhor fala inglês. Caso nenhum dos membros do grupo fale inglês peça um tradutor, que sempre tem alguém disponível.

Responda APENAS o que for lhe perguntado. Não estenda demais as suas respostas, pois isso pode te complicar, ainda mais num idioma em que não seja absolutamente fluente, qualquer mal entendido neste momento pode definir de forma negativa a sua viagem. Tenha certeza absoluta do que esta respondendo e o contexto. Exemplo:  Não pode dizer que está indo aprender inglês se o seu visto é de turista,  pois para estudante é outro visto. Detalhes pequenos assim podem interferir na sua entrada no país.

O agente de imigração vai te tratar com educação, mas será por via de regra, absolutamente impessoal (que para nós Brasileiros pode ser um pouco intimidador, exatamente como na entrevista do Consulado Americano para o visto) e de acordo com o propósito da sua viagem ele vai lhe fazer as perguntas pertinentes. Se for turismo vão ser perguntas que terão a finalidade de esclarecer se realmente você está ali a turismo mesmo. Então a primeira pergunta que vai fazer é o propósito da viagem.

Então, sugiro SEMPRE:

  • Ter um visto de acordo com o que vai fazer durante sua viagem (veja todos os tipos de vistos americanos ao final do artigo),
  • Todos os dados (IMPRESSOS EM PAPEL e DIGITAL NO CELULAR) da viagens (como passagens de ida e volta do país, reservas de hotéis, aluguéis de carros, reservas de restaurantes, ingressos das atrações previamente comprados e ter conhecimento dos locais que pretende visitar…), enfim tudo que possam comprovar sua boa fé e desejo de voltar a seu país de origem

Algumas perguntas comuns são:

  • Para que destino vão?
  • Que lugares daquele destino pretendem visitar?
  • Onde vão ficar hospedados?
  • Quantos dias pretendem ficar?
  • Quando vão retornar e se tem a passagem de volta?
  • Quanto de dinheiro esta trazendo?
  • Se tem cartão de crédito internacional?

Vai pedir para tirar uma foto sua (retire os óculos) e vai coletar as impressões digitais da sua mão esquerda e direita (o polegar de cada mão e seguido dos 4 dedos restantes juntos).

Veja apenas alguns exemplos  de o quanto estas perguntas podem revelar sobre a legitimidade do propósito da sua viagem:

Primeiro verificar o quanto você realmente sabe sobre o destino que diz que quer conhecer, e atrações locais típicas de turistas. Verificar se tem reserva de hotel em todos os locais que vai visitar (pode ser mais de uma cidade) e se as datas das reservas são compatíveis com os dias que afirma que vai permanecer no país.

Checar se no número de dias afirmados ao agente de imigração confere com a passagem de volta. Ver se o dinheiro que está trazendo é compatível com o número de dias de viagem como turista e para as atrações típicas daquele local, alimentação e estadia (traga os recibos impressos do que já tiver pago antecipadamente).

Em caso de cartão de crédito, por precaução leve a fatura e a documentação que comprove o limite de valor de gasto máximo do seu cartão. Tudo terá de ser compatível com uso de viagem, levando em consideração a quantidade de dinheiro em espécie de moeda estrangeira (no caso americano, dólares).

Também será analisado se o volume de bagagem individual de cada membro é compatível com o número de dias declarados, seja para mais ou para menos.

Caso tudo esteja ok, ele vai carimbar o passaporte com a data máxima de permanência que lhe foi concedida de permanecer no país (prazo máximo como turista é de 6 meses, se ultrapassar este prazo, ficará sem poder retornar aos Estados Unidos por 10 anos).

Caso exista alguma dúvida, você e seus acompanhantes serão encaminhados a uma sala onde os detalhes pendentes deverão ser esclarecidos. Caso isto não aconteça, não será permitida sua entrada no país e vão te colocar em um vôo de volta ao seu país de origem.

Após ser autorizada a entrada no país a sensação é de euforia, de vitória, em virtude até do estresse gerado pela expectativa, principalmente se for a primeira vez. Então pode até sorrir, mas contenha-se ao máximo, deixe para extravasar do lado de fora do aeroporto.

Como havia dito no início o procedimento de imigração não deve ser subestimado, seja do ponto de vista de preparação e planejamento, de documentação farta e impressa e comportamental, no momento que entrar no salão do controle de fronteiras e atendimento pelo agente de imigração.

TIPOS DE VISTOS (Estados Unidos):

(B) Visitante:Negócios, Turismo, Tratamento Médico

(C) Em trânsito pelos E.U.A.

(D) Membro de Tripulação

(F) Estudante Acadêmico

(M) Estudante Vocacional/Não Acadêmico

(I) Membros da Mídia ou Jornalistas

(J) Visitante de Intercâmbio

(TD/TN) Profissional NAFTA

(T) Vítima de Tráfico

(U) Vítima de Atividade Criminosa

(H) Trabalhador/Emprego Temporário ou Estagiários

(O) Pessoas com Habilidade Extraordinária

(P) Atletas, Artistas e Profissionais de entretenimento

(Q) Visitante de Intercâmbio Cultural Internacional

(R) Trabalhador Religioso

(L) Transferência na mesma empresa

(E1) Negociador por Tratado

(E2) Investidor por Tratado

(E3) Profissional Australiano Especializado

(K) Noivo(a) ou esposo(a) de um cidadão dos E.U.A.

6 comentários em “Imigração, onde os sonhos começam ou terminam, saiba se preparar para ter um final feliz.

  • Boa noite Vinicius, tenho uma dúvida, estou nos USA na casa de uma amiga, desde 31 de dezembro, o marido está com câncer, vim para ajuda-la com as crianças e dando uma força para ela também…posso ficar até 28 de junho, o prazo limite do visto. Pretendo ir embora para o Brasil nessa data. Porém ela quer que eu volte depois de 1 mês para os USA, vai me fazer novamente a carta convite explicando tudo. Terá algum problema ,eu vir e ficar até o fim do ano? Obrigada

    • Oi Fernanda primeiro não recomendo que fique até o limite da data do visto, embora muitos falem que não tem problema, isto pode ser mal visto e te levar a tomar um gancho de 10 anos de suspensão, se sua amiga esta legalizada as coisas melhoram muito, seria muito interessante ir direto no departamento de imigração e explicar toda situação e pedir orientação de como é a melhor maneira de conduzir isso, pois isso vai demonstrar sua boa fé e eles dão muito valor a isto. Eu não tenho a informação precisa apenas esta orientação baseada em bom senso do que eu faria em sua situação, outra alternativa é procurar um advogado de imigração, mas ele vai te cobrar a consultoria, que será gratuita indo diretamente no departamento de imigração, quando as coisas são feitas de maneira correta a verdade é o melhor caminho. Esta é minha recomendação. Se retornar após 1 mês depois de ficar 6 meses nos Estados Unidos você será revirada do avesso na imigração quando voltar, diferente caso sua história já esteja explícita. Depois se puder diga aqui como tudo foi resolvido. Espero ter ajudado.

      • Olá Vinicius, sim me ajudou muito, irei procurar o departamento de imigração, é a melhor maneira mesmo, pois também gosto das coisas corretas! E sobre a minha amiga, sim, ela está legalizada, já mora aqui há 12 anos, é casada com americano, tem dois filhos americanos e infelizmente aconteceu essa fatalidade! Desde já muito obrigada!

      • A situação de regularidade dela ajuda muito em você resolver o problema, acredito que tudo funcionará bem. Desejo toda melhora do mundo ao marido dela. No que eu puder ajudar disponha sempre.

      • Obrigada Vinicius,
        Fomos hoje no Departamento de Imigração, fomos muito bem recebidas e nos explicaram direitinho como devo proceder, tenho duas opções, sendo que a minha permanência vence dia 29 de Junho e meu passaporte vence em Setembro.
        1° Renovo meu passaporte por aqui, contando com a sorte de chegar antes da data limite de extensão do visto, que seria 45 dias antes de vencer dia 29 de Junho.
        Se optar pela extensão por aqui, mesmo que ultrapasse a data limite posso ficar legal aguardando a resposta, pois terei os docs em mãos da extensão.

        2° Ir embora para o Brasil antes do dia 29, renovar o passaporte na minha cidade, e depois retornar para os USA com a carta convite novamente feita pela minha amiga.

        Ambas a decisão nunca será 100% segura, depende do policial da imigração no aeroporto.
        Depois te conto o que deu!
        Abraços

      • Excelente, obrigado pelo retorno, com certeza foi o melhor caminho fazer tudo pelo jeito oficial e com o conhecimento deles, isso demonstra a sua boa fé.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s