Transporte público. Táxi, Uber, ou outros meios de locomoção? Qual escolher fora do Brasil?

Existe receita de bolo? Não! Cada cidade possui uma realidade diferente da outra, e mesmo o uso do Uber que tem se tornado universal, possui leis diferentes para cada cidade.

 

Em todos os casos você terá que fazer uma pesquisa sobre o que é mais adequado ao orçamento da sua viagem. Levar em consideração os gastos com transporte, analisando o quanto de conforto deseja e está disposto a pagar por isto. E  também é importante mensurar, em caso de grupos, os limites da pessoa mais limitada do mesmo. Deve-se sempre levar em consideração: Disponibilidade financeira/ idade / mobilidade/ condicionamento físico… 

Existem condições em que pode-se utilizar um ou outro tipo de transporte, como por exemplo: Chegando em determinadas cidades pelos aeroportos, muitas possuem ônibus/ metrô / trem para o centro ou localidades, onde poderá ficar hospedado, ou desejar visitar.

Você deve utilizar o transporte público? Novamente, depende! Deve-se  levar em consideração a quantidade de malas, o peso das mesmas… Se o transporte público vai estar cheio ou não em determinado horário (imagina você com mala de mão e duas malas médias, além da sua esposa também, com a mesma quantidade, entrando no metrô, no horário de pico daquele dia! Agora imagina cada um com apenas uma mochila…). Deve-se ainda levar em consideração que poderá, por conta própria, ter que descer as escadas dos metrôs e trens com todas as malas, e na estação destino, subir com elas! O mesmo poderá acontecer nos ônibus, e trens… Calcule duas pessoas, com bagagens de tamanho médio ou grande… Uma tragédia!

Minha esposa é adepta ao: “Se estou viajando, quero o melhor que eu puder pagar!” Então, perceba a minha odisséia para oferecer o melhor custo / benefício para minha mala / amada (kkk…), já que não somos ricos! E eu faço de tudo para agradar esta mulher, dentro do possível!

Não deixe de ver abaixo o artigo sobre o UBER XL em Nova Iorque (ou várias outras cidades).

Cheguei no Aeroporto em Nova Iorque, e agora ? Como vou para meu hotel?

É fundamental ter Internet no seu celular para acionar todas as facilidades que cito acima e abaixo. Importante também é saber quais aplicativos utilizar. Veja os dois artigos abaixo que esclarecem mais sobre o assunto:

Viajar apenas com Wi-Fi dá prejuízo !

Quais aplicativos eu uso nas viagens? Tempo e informação são moedas valiosas (principalmente se o gasto é em Dólar, Libra ou Euro)!

 

Nos Estados Unidos (muda de país para país) temos os seguintes Uber (sujeitos a mudanças):

Uber X – Opção mais básica e barata que tem. É um carro normal de 5 lugares (contando com o motorista).

Uber XL – Opção  voltada para grupo grande ou pessoas com muitas malas. São aqueles carros de 7 lugares (contando com o motorista).

Uber Select – Opção de carros de 5 lugares, mas com um pouco mais conforto e luxo que o Uber X.

Uber Select XL – Opção de carros de 7 lugares, mas com um pouco mais conforto e luxo que o Uber XL.

Car Seat – Opção adicional na qual se pode pedir junto com o Uber X e XL, por exemplo uma cadeirinha para criança.

 

Importante: Utilize carros de aplicativos (Uber e etc…) ou taxis oficiais dos hotéis, para em caso de incidentes você possa reclamar. Ou contrate translado privado, antecipadamente, de empresas com credibilidade reconhecida e previamente pesquisadas.

Além da variação de tipo de transporte público ou privado de cada cidade, existe também a variação do perfil da sua viagem. Se for uma viagem com pessoas mais velhas, ou gestantes, sua opção será fortemente baseada em transportes privados como Uber, Taxi, Lyft, Cabfy e etc…

Depende ainda do seu orçamento de viagem, da prioridade que você quer dar ao seu conforto em seus deslocamentos, ou à velocidade do mesmo.

Isto varia tanto, que em cidades como Nova Iorque, mesmo as pessoas de melhores condições financeiras utilizam o Metrô, que é extremamente eficiente e pode te levar aos seus destinos em 10 minutos, contra 1 hora em um Taxi ou Uber,  circulando pela Ilha de Manhattan em um transito caótico! Isto já muda completamente, se a pessoa for idosa e/ou com limitações de movimentação, onde as estações antigas ( a maioria) não possuem escadas rolantes, e à vezes, podendo a ter 5 andares nos subterrâneos da mesma estação!

Já na cidade de Los Angeles, mesmo em um orçamento mais baixo de locomoção, você pode priorizar o uso de um carro alugado (obviamente se atender às condições mínimas, que são: Ter passaporte, carteira de habilitação, cartão de crédito internacional, contratar os devidos seguros e, preferencialmente, ter mais de 25 anos, pois abaixo disto o aluguel do carro praticamente dobra de valor, por conta do risco que as seguradoras calculam).

O assunto é tão complexo, que como já disse antes, não existe uma receita de bolo!

Se você precisar de alguma ajuda, pode entrar em contato direto comigo. Vou te ajudar, dentro do possível! 

Mas é possível lançar mão de algumas estratégias…

Se são um casal jovem (ou quase isto, igual a eu e minha esposa, pois somos quarentões! kkk…) e que utilizaram o dia todo o transporte público, mas ao final do dia querem voltar de um jantar longe do hotel, dependendo da cidade ou da distância para o mesmo,  recomendo utilizar o transporte privado, para ter um pouco mais de conforto ao final do dia! Além do que, estar com a barriga cheia após a refeição noturna após andar o dia todo, e principalmente por motivos de segurança, possa não se sentir confortável em ficar andando à noite por grandes distâncias ou utilizando transporte público! Não vale à pena, uma vez que temos “estampados na cara” que somos turistas e, portanto, alvos mais fáceis para sermos roubados… Além de fazer uso das mochilas anti-roubos que usamos e achamos fenomenais, pois os ladrõezinhos de ruas e tal, já conhecem o modelo e nem chegam perto da gente! (link abaixo)

Caso esteja em uma cidade em que notoriamente exista uma grande quantidade de denúncias de furtos em transporte coletivos, recomendo utilizar o transporte privado (como fizemos em Paris, utilizando o Uber 95% de todo deslocamento) e lançar mão de técnicas de segurança e defesa como nos dois artigos abaixo:

Dicas de Segurança em uma viagem. Não deixe que pequenos detalhes estraguem sua viagem.

Denfenda-se! Mochila de viagem anti roubo.

Algumas opções feitas por mim e minha esposa de acordo com as localidades. Lembrando que estas escolhas são muito pessoais…

Buenos Aires  –

Tour privado (com o Ronaldo Turismo, Brasileiro em Buenos Aires que nos atendeu em 2015 e 2017).

Usamos taxis para deslocamentos curtos. Use os táxis com a palavra Radio Taxi impressas na porta, pois existem muitos taxis piratas! Nunca use notas de 100 pesos para pagar os Taxis! Tenha sempre dinheiro trocado. Não usamos, nestas nossas viagens à Buenos Aires transportes públicos. Para o translado do aeroporto, em 2015 usamos o Taxi oficial do Aeroporto, e em 2017,  contratamos com o Ronaldo.

Estados Unidos:

– California- Praticamente toda feita com carro alugado (empresas Alamo ou Hertz). O tempo todo, com exceção de San Francisco, onde não é recomendado, . Utilizei, em 2015 os Ônibus de turismo “Hop on Hop Off “da Big Bus, por 2 dias. E depois usamos Taxi/Uber em alguns momentos. Em 2018,  fiz a City Tour com o Douglas (guia brasileiro em San Francisco) que fez a viagem ficar maravilhosa e o restante da estadia combinamos com o uso do Uber( Já que estava com minha mãe e filho).

– Nova Iorque – Utilizamos o passe de metrô de 7 dias, com uso ilimitado e combinamos com o Uber (utilizado com mais frequência na parte da noite. E em 2016, que fomos com nossas mães,  o uso foi mais intenso, por causa da idade e condições físicas). No translado de aeroporto em 2016, utilizamos na ida e volta uma empresa privada de translado, operada por Brasileiros. Em 2017, fizemos a ida para o hotel com o UberXL, e a volta para o aeroporto com um Taxi solicitado pelo hotel.

Orlando e Miami- O tempo todo de carro alugado (Alamo). Em ambos aluguei o carro no aeroporto, e não precisei de translado.

Las Vegas- O tempo todo de carro alugado (Alamo e Hertz). Aluguei o carro no aeroporto, e não precisei de translado.

Europa:

Roma- 

Fizemos andando, em grande parte das atrações, e em grandes deslocamentos utilizamos o Taxi, através do aplicativo My Taxi (indicado pelos locais).

Londres-

A maior parte do deslocamento foi feito de Metrô e trem. Faz-se conexão  com o cartão Oyester e se carrega com a quantidade de dinheiro necessária através do cartão de crédito ou dinheiro.  Aí, quando acabar, basta colocar mais créditos!

Detalhe, alguns cartões, não sei porque não são aceitos nas máquinas do metrô… O da minha esposa nã foi aceito no metrô, mas aceito nos outros lugares… (Não sei se tem a ver, mas o cartão dela é Master e o meu é Visa!) Poucas vezes utilizamos o Uber!

Paris- 

Utilizamos o Uber praticamente o tempo todo! E foi excelente!

Utilizamos o transporte público apenas para ir até Versailles visitar o palácio.

Chegamos de trem vindo de Londres e pegamos o Taxi Oficial da estação do trem, e na ida para o aeroporto, usamos um  táxi solicitado pelo hotel em que nos hospedamos, pois como seria muito cedo o embarque, não valia à pena o risco de ficar esperando carro de transporte privado de aplicativo.

Como podem ver, as situações são muito diversas, muito pessoais, e é impossível definir o que é melhor para cada um! Mas ficam aqui minhas orientações e minhas escolhas como referências para lhe auxiliar nas suas escolhas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s