Como não jogar dinheiro fora e ainda ajudar a pagar algumas contas da sua viagem

Não pague internet, telefone fixo e nem tv por assinatura.

A cada 12 meses você pode suspender estes serviços, por no mínimo  30 dias, e, no máximo por 120 dias. Basta solicitar, com 24 horas de antecedência! Mas recomendo verificar se seu contrato com a empresa em questão contempla esta possibilidade ou não. 

É lógico que estas dicas não são válidas para quem vai viajar por menos de 20 dias. Porém, por mais dias que 20, começa a ser bem interessante você não pagar por um serviço que, com certeza, não irá utilizar quando sua casa estiver vazia! Também não adianta não pagar se alguém for continuar morando na sua residência  durante o período de sua viagem…

Além disto, recomendo fechar o registro do gaz (em casos do mesmo ser fornecido por encanamento), até mesmo por questões de segurança.

Se sua residência possui hidrômetro com registro geral, deixe o mesmo fechado e anote (ou fotografe) os valores que estão registrados nele antes da viagem, pois uma torneira vazando ou pingando pode, em 30 dias,  se transformará em litros de água jogados fora, e, além da questão ambiental, existe a questão econômica…

Para viagens longas, sugiro fortemente que desligue todos os disjuntores de energia elétrica, ou apenas mantenha ligado o da geladeira. Mas o ideal seria conseguir não deixar nenhum alimento por este período, e mantê-la desligada, se possível. Quanto menos aparelhos ligados e fora das tomadas, menos chance de curtos circuitos e/ou incêndios, sem ninguém na residência para tentar conter o problema! Além dos equipamentos, que mesmo desligados, mas em situação de “stand-by”,  continuam gastando energia elétrica…

Dependendo do consumo mensal habitual destes tipos de serviços, poderá ainda ter uma economia significativa, que ajudará de alguma forma, em uma parte das despesas da viagem.

Dicas bônus de segurança:  Não avise às pessoas do seu prédio, quer sejam moradores, porteiros ou zeladores, sobre seu período de ausência, para que a notícia de que sua casa estará desprotegida não se espalhe! Do mesmo modo, não publique em suas redes sociais o exato local de sua residência, mesmo que saibam que esteja viajando. Minha esposa, por exemplo, nunca sequer publica NADA sobre nossas viagens… Não gosta, e não acha necessário! Prefere guardar as lembranças só para nós ou para quem quisermos que vejam (apenas via WhatsApp ou ou Facebook através dos controles de privacidade quando vai publicar algo)…

Notifique apenas ao síndico do prédio ou ao responsável por seu condomínio. Deixe o telefone de algum familiar que tenha as chaves da sua residência, e/ou deixe as mesmas com um vizinho de sua confiança. Em caso de apartamentos, recomendo deixar pelo menos seus dois vizinhos de porta sabendo de sua ausência, para caso percebam algum movimento estranho na sua residência, ou na sua porta, informem ao sindico ou ao responsável.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s